Universo feminino

As mulheres santomenses herdaram um legado demasiado grande do 19 de setembro de 1974 quando saíram à rua exigindo ao governo colonial o direito à independência nacional e actualmente o seu desafio é muito mais elevado; pois, enfrentam um conjunto de problemas que merecem iniciativas e tomadas de posições socio-políticas corajosas para encontrarem soluções urgentes a curto prazo. E as mulheres artistas enfrentam iguais desafios.


A Men Nón – Associação das Mulheres de São Tomé e Príncipe em Portugal comemora no presente os dez anos de sua actividade associativa e escolheu esta data simbólica para todas as mulheres santomense para a realização efeméride, respondendo ao desafio para a realização desta exposição recorrento ao suporte das novas tecnologias informáticas e às redes sociais para a sua divulgação, respeitando as exigências de convívio social da actualidade devido a pandemia Covid-19.

No dia 22 de Setembro de 2020 realiza-se a exposição virtual com as mulheres artistas plásticas, designers gráficas, criadoras na área artesanal em actividade ou não, mas que deixaram o registo das suas criações como o contributo para a elevação do nosso património artístico e cultural ou noutro espaço geográfico qualquer.


A selecção resultante de um levantamento cuidado, de artistas de origem santomense e convidadas para integrarem esta exposição que celebra o efeito heroico das mulheres nacionais, tem como objectivo principal reunir um conjunto de mulheres artistas plásticas ou visuais que podem despertar o interesse doutras mulheres santomenses nas suas diversas comunidades dentro e fora do país de origem, a olharem para as artes como um instrumento revelador do seu pensamento e produzirem cada vez mais nas sociedades em que estão integradas.


A arte pode fazê-las, mais livremente, construírem um ambiente fértil em que a criatividade constitui um factor fundamental para a criação de soluções de diversos problemas que em muitas circunstâncias não conseguem resolver dentro ou fora do universo artístico.


A ideia é trazer mais mulheres santomenses para o mundo das artes.
Pelo nosso olhar, as artistas escolhidas, pelo seu perfil e dinâmicas muito próprias representam o exemplo inspirador esperado: Aissata Pinto da Costa, Angela Aguiar, Arlete Nascimento, Catarina Neto, Eva Tomé, Dilia Samarth, Iolanda Esteves, Julieta Nazaré, Marilene Mandinga, Melissa Tápia, Neusa Trovoada, Olie Ribeiro, Patrícia da Mata, Rosymery Silva e Simôa Amado.

Assim, os trabalhos a integrarem esta exposição é totalmente livre, respeitando os valores e propostas estéticas individuais sem o foco no juízo de valor matriz baseado na cultura santomense e sem comparações com qualquer outra.


O referente para esta mostra é “Universo Feminino” que espelha o potencial e a afirmação das mulheres criativas nos diversos contextos geográficos e sociológicos que se comunicam através das imagens e das artes plásticas para construir um discurso crítico que chame atenção para as questões mais inquietantes da actualidade independentemente dos assuntos de género… Ou seja; como a arte no feminino contribui para a construção de uma sociedade justa.

Ismael Sequeira